Quem somos | Fale com nosso consultor
Post

Por que tantas empresas fecham no Brasil?

Em 2016 o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) apresentou dados da pesquisa “Sobrevivência das Empresas no Brasil”, divulgada em outubro do mesmo ano, onde aponta que a falta de planejamento é responsável pelo fechamento de 25% das empresas no Brasil.

Segundo pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgada com dados de 2014, das 694,5 mil empresas abertas em 2009, somente 275 mil, ou seja, 39,6%, ainda estavam em pleno funcionamento noano de 2014. Logo após o primeiro ano de funcionamento, 157 mil empresas(22,7%) fecharam as portas.

O IBGE não aponta quais são os principais fatores que levaram essas empresas a falência, mas diz que a sobrevivência se dá ao porte de cada uma delas, sendo que após cinco anos, sobreviveram:

  • 70,0% das empresas com 10 ou mais funcionários;
  • 61,8% das empresas que possuem entre 1 e 9 funcionários;
  • 32,9% das empresas sem empregados.

Especialistas afirmam que, apesar da crise que assola o país desde 2014, muitas dessas empresas poderiam ter sobrevivido se tivessem investido em consultorias especializadas, como o serviço de outsourcing contábil, que é nada mais do que a terceirização de um serviço mais eficiente para as empresas.

Os principais problemas apontados pela pesquisa do Sebrae entre as empresas que fecharam as portas estão os problemas financeiros, falta de linha de crédito, capital de giro, problemas administrativos e contábeis e é claro, a inadimplência. Dentre as empresas que sobreviveram e ainda estão abertas, o planejamento está entre os principais fatores para o sucesso, com uma boa gestão financeira.

Muitas pessoas se questionam porque nos EUA, por exemplo, é tão comum ver empreendedores fechando empresas e abrindo novos negócios, o que não acontece no Brasil. Simples: No Brasil, o errar custa caro. Isso se dá devido a desvalorização da nossa moeda em relação aos países desenvolvidos, a alta carga tributária, o medo de investir novamente e perder dinheiro e claro, a falta de planejamento.

Mas diante de um mercado em crise, com pouco dinheiro para investir, é possível ter um negócio de sucesso, que não fechará as portas no primeiro ano ou nos primeiros cinco anos?

Sim, é possível! E aqui vão algumas dicas para que você tenha um negóciode sucesso:

  • Não seja completamente apaixonado pelo seu negócio: isso pode te cegar. É como estar apaixonado pela(o) garota(o) mais bonita(o)da sua classe, nunca verá os defeitos, somente as qualidades dela(e). Tenha senso crítico, faça a análise como deve ser feita, de maneira mais profissional possível.
  • Nunca ache que sua empresa é a mais top do mercado, ou que o seu produto é o melhor de todos, e nunca pense que haverá sempre clientes prontos para comprar. Muitos clientes não estão tão interessados no melhor produto, mas no melhor preço. Outros não olham muito o preço, mas preferem o serviço/produto. Antes de lançar o seu produto, pesquise, converse com seus futuros clientes, saiba o que eles pensam e ofereça a eles o melhor custo x benefício.
  • Atraia investidores, crie algo que os seus clientes queiram, encontre uma necessidade deles e supra essa demanda. Uma boa ideia não é o suficiente para atraí-los. Mostre planejamento, dados,conhecimento do seu produto e do mercado que você está entrando, projeção de lucros, isso pode vir a atrair pessoas para investir no seu negócio.
  • Plano de negócio: Não é porque a sua empresa é pequena que não precise de um bom plano de negócios. Projete aonde você quer chegar, isso ajudará nas tomadas de decisões para a sua empresa,coloque uma meta e cumpra os seus objetivos.
  • Separe o lucro do seu salário: Sua renda e a da sua empresa não podem andar juntas. Tenha um bom planejamento financeiro. Dos lucros sairão os salários dos sócios, mas é necessário ter caixa para futuros investimentos e momentos de crises.
  • Quero férias, e agora? É muito importante que na sua empresa tenha pessoas que sejam formadas com perfil de liderança, para que elas possam assumir algumas responsabilidades sempre que necessário.
  • Seja humilde: É preciso entender que não sabemos tudo, por isso, esteja disposto a pedir ajuda com especialistas sempre que necessário. Converse com outros empreendedores, ouça as suas experiências, abra caminho para o conhecimento.

Então, mãos à obra, e crie um negócio de sucesso. Tenha em mente que não existe fórmula mágica para isso, mas sim muito trabalho e dedicação. Seja o primeiro a chegar e o último a sair, mostre aos seus colaboradores que você,mais do que ninguém, acredita no seu projeto. Não prometa o que você não possa cumprir, não cobre o que você não dá como exemplo, mantenha a sua equipe motivada e o sucesso virá.

Robelio Junior

Um mineiro graduado em computação, que se apaixonou pelo marketing digital e trabalha na área desde 2012. Torcedor do São Paulo Futebol Clube e chef de cozinha nas horas vagas.

Posts que você pode gostar

Post Segurança

A Febraban não realiza operações financeiras

Post Financeiro

3 dicas para o gerenciamento de riscos em pagamentos digitais

Post Financeiro

5 dicas fundamentais de gestão financeira para MEI

Post Segurança

Conheça a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

Deixe seu comentário