Quem somos | Fale com nosso consultor
Post

Como combater a inadimplência escolar

 

Um dos maiores problemas que uma instituição de ensino pode enfrentar é a inadimplência escolar e é justamente as mensalidades que mantém uma escola privada, pois é através deste recurso que faz com que a instituição ofereça um serviço de qualidade, bem como o pagamento em dia de seus colaboradores, busca melhoria na infraestrutura, etc.

Um levantamento realizado pela Semesp – Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior – realizado em 2017 descobriu que o índice de inadimplência em 2017 chegou a 8,93% e já havia uma expectativa de que seria maior em 2018, chegando a 9,05% para mensalidades com atraso superior a 90 dias.

Quando o assunto é ensino fundamental e médio, o cenário também não é dos mais favoráveis, pois os pais encontram também dificuldades para manter em dia as mensalidades. Uma pesquisa do SPC – Serviço de Proteção ao Crédito – e da CNDL – Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas apontaram que a inadimplência cresceu 3,65% em agosto de 2018.

Este problema atinge média de 90% das instituições de ensino e agrava-se principalmente no segundo semestre do ano letivo.

 

Motivos da inadimplência escolar

Geralmente ocorre por falta de planejamento financeiro do aluno ou de sua família (pais ou responsáveis). E com a crise econômica no Brasil, muitos pais optam por seus filhos estudarem em escolas públicas por não estarem conseguindo arcar com os as mensalidades nas instituições de ensino privadas.

Contudo nem sempre a inadimplência escolar está relacionada à família ou responsáveis pelo pagamento das mensalidades. Muitas vezes está diretamente ligado a um fator interno, que é o setor de cobrança da instituição de ensino.

 

:: Saiba como diminuir a inadimplência no seu negócio

 

Dicas de como diminuir a inadimplência escolar

 

1. Receba a mensalidade por boleto bancário

O boleto bancário é um método de pagamento conhecido em todos os setores da sociedade. Além de ser um método simples, dá a liberdade e comodidade para as pessoas pagarem através de internet banking, o que evita o deslocamento e enfrentamento de filas.

Adotar o boleto, pode ser uma forma de facilitar a vida dos pais ou responsáveis. Lembrando que o boleto bancário do Padmoney pode ser enviado por e-mail e o sistema também é altamente configurável para que possa enviar lembretes antes do vencimento do mesmo e até mesmo depois do vencimento da mensalidade.

Como a mensalidade normalmente trata-se de um valor fixo, você pode também utilizar no Padmoney o boleto recorrente ou até mesmo o carnê de pagamento.

 

2. Crie descontos para adimplentes

Você poderá criar descontos progressivos ou até mesmo benefícios para os alunos que mantiverem os seus pagamentos em dia durante o ano letivo. Pode ser oferecido também brindes ou participações em sorteios de livros, uniformes, etc. Desta forma, você pode incentivar os pais e responsáveis a manter suas mensalidades em dia, ainda que seja em momentos turbulentos.

 

3. Automatize os processos

A utilização de um software de gestão é de extrema importância para a redução da inadimplência. No Padmoney, como sistema de gestão de boletos, você possui um Portal do Cliente onde os pais terão acesso a todos os boletos e seu histórico de pagamento, evitando assim que o seu setor de cobrança seja acionado por questões que podem ser resolvidas através da internet.

 

4. Profissionalize o seu setor de cobrança

Uma cobrança mal feita pode acarretar em um desgaste no relacionamento com o aluno ou seus responsáveis. Por isso é importante que as pessoas que integrem este setor sejam profissionais capacitados.

Não tenha medo de cobrar em caso de atrasos, mas saiba como fazer isso. Defina uma pessoa responsável pelo processo e padronize todas as ligações e e-mails, criando métodos de acordo com o perfil de cada aluno e também levando em consideração o valor da dívida, bem como o tempo dela.

Tente entender o porquê o atraso no pagamento e também saiba quem é o responsável por ele e busque falar diretamente com a pessoa. Tenha o cuidado para realizar a cobrança de maneira pessoal e busque nunca expor o seu aluno, principalmente em sala de aula.

 

5. Renegocie a dívida

Como falamos no ponto anterior, é preciso entender o porquê do atraso do pagamento e exigir que o mesmo seja realizado de maneira integral e imediata é uma forma ineficaz para receber os valores em aberto.

Utilize ferramentas de renegociação com os seus alunos inadimplentes para tornar o seu setor de cobrança mais eficaz.

Busque oferecer valores de parcelas que o credor possa realmente pagar, converse e veja qual a melhor forma, mas não é bom que este parcelamento seja somente nos termos da instituição. É importante todas as partes chegarem a um acordo.

Algumas pessoas possuem dúvidas quanto ao que fazer também com os alunos inadimplentes, surgindo assim alguns questionamentos, como:

 

As instituições privadas de ensino podem recusar a matrícula de um aluno inadimplente?

Sim, podem. De acordo com o Art. 5º da Lei 9.870/99.

Art. 5º Os alunos já matriculados, salvo quando inadimplentes, terão direito à renovação das matrículas, observado o calendário escolar da instituição, o regimento da escola ou cláusula contratual.

 

As escolas particulares podem se recusar a aplicar provas para alunos inadimplentes?

De acordo com o CDC – Código de Defesa do Consumidor, no seu Art. 42º, as escolas são proibidas de submeter o aluno ou os pais a qualquer tipo de constrangimento por falta de pagamentos, pautado na Lei 8.078/90.

Art. 42º  Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

E a Lei 9.870/90, no seu Art. 6º diz que:

Art. 6º São proibidas a suspensão de provas escolares, a retenção de documentos escolares ou a aplicação de quaisquer outras penalidades pedagógicas por motivo de inadimplemento, sujeitando-se o contratante, no que couber, às sanções legais e administrativas, compatíveis com o Código de Defesa do Consumidor, e com os arts. 177 e 1.092 do Código Civil Brasileiro, caso a inadimplência perdure por mais de noventa dias.

É fato que a inadimplência escolar é uma realidade e pode levar qualquer instituição à falência. Com ações simples, isso pode ser evitado e você pode melhorar a gestão financeira de sua escola.

Quer receber conteúdos como estes em primeira mão? Assine a newsletter do Padmoney e receba semanalmente os conteúdos mais atuais do nosso blog.

Robelio Junior

Um mineiro graduado em computação, que se apaixonou pelo marketing digital e trabalha na área desde 2012. Torcedor do São Paulo Futebol Clube e chef de cozinha nas horas vagas.

Posts que você pode gostar

Post Boleto Bancário

Entenda porque não existe mais a segunda via do boleto

Post Segurança

18 Dicas de segurança para transações bancárias online

Post Administração Financeira

Como combater a inadimplência escolar

Post Boleto Bancário

Por que não preciso mais atualizar boleto?

Deixe seu comentário